18º #POB é hoje \o/

24 11 2011
Clique e confirme a sua presença

Clique e confirme a sua presença

Mais um campeão de pedidos no #POB, o Depois Bar.

Resolvemos fazer um mix de Música e Arte… a parceria foi: Peterson Ruiz + Depois Bar e Arte + Mariamadame!

O resultado você vê na quinta no Depois e na sexta no BlAa!

Enquanto isso, visite o portfolio do nosso Profissional do 18º #POB clicando aqui.

Nos vemos lá!

Anúncios




E então eu leio…

30 10 2011

‘…all we are saying is give peace a chance’

Thanks, Lennon.





14º #POB | Festa do Galo Xadrez

19 07 2011

Confira o making of da arte aqui:

Clique para ver.

Podi prepará aquela camisa ou aquele vestido xadrez, ficá na estica e mode ir pra festa dançá um forró com a gente, sô!

Distribuiremos paçoca, pé de moleque, vinho quente e pipoca que a APP liberô pá nóis… além de várias surpresas que preparamu pra nossa festança!

Nos vemos lá… e não esqueça de confirmar a sua presença aqui ou no pob@pobsorocaba.com.br.

Redação de Bruno Picini: Twitter | Portifa
Ilustração e 3D de Raphael Hatencia: Twitter | Portifa





Rumos Arte Cibernética – Itaú Cultural

30 06 2011

O Itaú Cultural inova mais uma vez e agora, mais do que nunca, não quero perder isso. Uma feira de experiências a partir do dia 30 de junho (HOJE!) reunindo obras criadas por artistas selecionados nas edições 2006 e 2009 do programa Rumos, misturando conceito de arte cibernética, fazendo com que o público interaja com a obra, uma constante e recíproca troca.

O meu amigo Peterson Ruiz acabou de me enviar o e-mail marketing do evento, mas ainda não pude fuçar mais sobre, só sei que algo como ‘um robô recitando Shakespeare; o público controlando a pista de dança e uma máquina pedindo para ser sua amiga’ me chamaram a atenção.

Confira a programação e, se não puder estar presente, a transmissão ao vivo ocorrerá no próprio site do Itaú Cultural.

Essa maravilha acontecerá a partir do dia 30 de junho até o dia 4 de setembro, de terça a sexta das 9h às 20h e de sábado e domingo/feriado das 11h às 20h. A entrada é free. Anota o endereço: Avenida Paulista 149 – Paraíso – São Paulo SP (próximo à Estação Brigadeiro do Metrô).

Quer saber mais sobre o evento? Acesse aqui e aqui.

Siga o Itaú Cultural no Twitter também: @ItauCultural





Ela só quer dançar, dançar, dançar…

25 06 2011

Algumas situações, como 2 posts atrás, nos mostram como certas felicidades duram pouco e como demoramos para ‘engolir’ certos obstáculos que a vida nos põe. O problema é de quem’tem tudo sempre às suas mãos, mas leva a cruz um pouco além‘.

Pensei nisso há 2 dias, quando estava concentrada em uma música com refrão dizendo algo como ‘sente a dor que senti‘ e dançando como se ninguém estivesse olhando, descarregando todo o meu sucesso e fracasso em meia dúzia de batidas, umas 4 luzes giratórias e uma voz conhecida, de quem já havia falado comigo ao vivo e não só pelo CD da banda.

Los Hermanos | 2010

Loa Hermanos | 2010

Sereno é quem tem a paz de estar em par com Deus‘. Agora, após trabalhar cada detalhe e sentido da minha história, após reflexões, após consultas com profissionais de psiquiatria e psicologia (sim, eu ainda me pergunto se preciso mesmo disso), após consultar horóscopos e médiuns e após várias horas de chopp com os amigos e papos em família…

…eu percebi que sou extremamente intensa e ansiosa em tudo o que faço. ‘Ninguém escapa o peso de viver assim, ser assim‘. Que uso o trabalho para fugir dos meus problemas, ou seja, quanto mais trabalho, melhor pra mim. Que devido a traumas do passado, eu planejo muito bem o futuro. ‘Paz, eu quero paz‘. Faço bom uso dos caracteres como escudo, da água fria e o sabão em pó como terapia e da dança como um desapego do mundo.

Certas oposições não explicam, nem pretendem exercer a função de desculpa em uma ação que deve ser realizada. Não pretendo julgar, destruir, enfraquecer, separar ou incentivar qualquer tipo de relação que não me afete… Só não me peça para abraçar causas misteriosas que diminuem o ser e enfatizam o ter. O meu caminho é o do bem e o meu destino é a paz e o amor. Já tenho problemas demais e reais para dar continuidade aos dos outros. ‘Pra me danar por essa estrada, mundo afora, ir embora… sem sair do meu lugar‘.

Mas o estrago que faz, a vida é curta pra ver‘, sabe lá Deus se já estou no meio dela, ainda no começo ou perto do fim. Quero continuar intensa, quero a minha vida intensa, quero trabalhos intensos, ‘um beijo imenso, onde eu possa me afogar‘, quero pessoas intensas ao meu redor e um amor intenso para chamar de meu.

Eu não nego, eu me entrego‘, arrisco e vivo. Não quero medir o que sinto, quero fazer tudo que posso, tudo que está dentro do meu alcance. Quero surpreender, inovar, abrir mão de coisas para ter coragem de ver o que vem para melhorar. Eu confio.

Quero entrar no proibido, quero pular no elevador, quero um banho de cachoeira no inverno, quero observar pessoas, quero desenhar na mão da vida, quero conhecer cidades novas, quero virar a minha vida de ponta cabeça e ter certeza de que sempre estou no controle, é a minha vida. Minha vida.

E se tiver que um dia dividí-la com alguém, o farei após pensar duas vezes, mas que seja intenso. ‘Olha esse sorriso tão indeciso‘.Os calos já me deram uma lição e uma pessoa me disse uma coisa importante: a vida é feita de troca. Dividir uma vida não é coisa fácil, mas é algo buscado para melhorar, para se entregar, para confiar e com muitas trocas. ‘Faço o melhor que sou capaz, só pra viver em paz‘.

o vento vai dizer lento o que virá e se chover demais,
a gente vai saber, claro de um trovão,se alguém depois sorrir em paz.
só de encontrar…

Ainda sou nova e inexperiente. Acho que ainda preciso de várias lições, mas não mais de tombos. ‘Não demora para essa dor sangrar‘. Dói. Machuca. Deixa marcas.

É, preciso rever a minha lista de coisas para fazer antes de morrer, preciso trabalhar isso agora. Preciso acrescentar coisas, preciso filtrar outras, preciso iniciar essa nova fase que está batendo há dias na minha porta. Preciso entender ‘que todo carnaval tem seu fim‘, que certos sonhos não eram meus e que certos sonhos meus precisam aparecer agora.

eu hoje vou pro lado de lá, eu tô levando tudo de mim
que é pra não ter razão pra chorar
vê se te alimenta e não pensa que eu fui por não te amar

Novos cheiros, novas cores, novas vozes, novas danças… estou de braços abertos e agradecendo o que a vida tem de bom e de novo para me oferecer.

A sensação ainda é de recomeço, ‘de que todo dia insiste em nascer‘, de ‘que hoje a fé me abandonou‘, de dores e opções não tão bem sucedidas… mas a intuição é de que muita coisa boa está por perto e disposta a me fazer bem. Me fazer o bem.

Leia Shakespeare, seja intenso, refaça sua lista de coisas para fazer antes de morrer, ajude a quem precisa e o resto você vai aprendendo a valorizar. A se entregar.





…e algum veneno antimonotonia.

20 06 2011
eu quero a sorte de um amor tranquilo...

eu quero a sorte de um amor tranquilo...





Que palavra define?

16 05 2011

Tenho pensado muito nessa pergunta ultimamente.

Na verdade escrevi muita coisa aqui… e resolvi apagar quase tudo, quero resumir em ‘poucas’ linhas.

Minha mãe sempre diz que a gente colhe o que planta. Há uns tempos (algumas coisas eu poderia até me arriscar a dizer “há um tempão”) resolvi dar um up e renovar TUDO por aqui.

Foi assim que terminei a faculdade, comecei a namorar o Tiê, larguei um emprego que não tinha nada a ver com os meus estudos, comecei uma pós-graduação, fiz 1001 cursos, estudei sobre 1001 coisas, fundei um projeto com um amigo, e…

…terminei a pós-graduação com menção máxima, trabalhei em um dos veículos mais conceituados do interior de SP, trabalho hoje em uma equipe que vai me acrescentar muito e com alguns clientes que permitirão que a minha criatividade e meu conhecimento sejam colocados em prática.

Comemorei na semana passada 1 ano de #POB, com direito a bolo, banda, vídeo-vida, chopp em dobro, brindes, degustações e a presença de mais de 100 colegas profissionais da área de comunicação, entrei para a nova diretoria da APP Sorocaba (Associação de Publicitários e Propagandistas) para tirar do papel todas as ideias que tivemos nesses 12 meses de #POB.

Iniciei a by Secrets, um projeto para o público feminino que mistura consultoria, produtos, eventos, conhecimento e incentivo às mulheres se cuidarem mais e da maneira correta, contando com as marcas Mary Kay, Victoria’s Secret e HotFlowers… Em menos de um trimestre já batemos a meta, já fui reconhecida pela Mary Kay e já temos mais de 100 clientes! Isso… para o nosso início empreendedor, é excelente.

Ver amigos antigos próximos e novos amigos mais próximos ainda são coisas muito boas. Estar rodeada de pessoas que querem me ajudar, me fazer bem… não tem preço. Me sinto mais protegida.

Acompanhar meus pais trabalhando um monte, decorando a casa “nova”, tirando férias juntos no maior estilinho romântico e me dar muito bem com eles está sendo fundamental.

Meus avós se distraindo, minha avó pintando toalhinhas de tecido, fazendo aula de artesanato e mostrando as coisas que ela faz… além do meu avô que tá transformando esse quintal em uma floresta toda colorida e repleta de flores e pés de frutas exóticas!

E, após quase 5 anos com o Rórte, conseguimos comprar o nosso 1º apartamentozinho (ainda na planta) que iniciará uma outra fase que começaremos a planejar em breve. Além da nossa super economia para os planos para o futuro… Pensando na gente, no Doug e no Skitter, no tamanho do sofá que precisaremos comprar e até no macacãozinho de time que iremos escolher quando começarmos a encomendar os ranhentos, os 6 ranhentos. (L)

Tava pensando em voltar para o inglês e em iniciar uma faculdade de Jornalismo. Preciso renovar meu currículo também.

Não preciso nem falar que estou radiante, né? Essa sensação de “tudo estar dando certo” é boa demais. Algumas coisas ainda incomodam e esperam que se resolvam… Mas fazia muito tempo que eu não sentia isso por aqui.

E a palavra que define? Ainda não sei explicar…








%d blogueiros gostam disto: